Letra: Oferenda

Oferenda


É batalha do bem contra o mal, se segura que vai começar

A palavra de Cristo é espada, se prepara para guerrear

Na batida do tambor, vou louvar nosso Senhor

Minha vida em oferenda eu entrego eu seu altar


Confusão na festa de Baal,

A verdade desmascara falso santo que caiu

Sobe e desce a noite eu puder observar,

Naquela esquina encruzilhada, reza de quebrante


Essa luz de vela não clareia o meu caminho

Essa batida de mandinga não resolve minha vida

Luz de vela não clareia meu caminho

Batida de mandinga não resolve a vida


Pai das luzes me guia pela escuridão

Perante Ele toda potestade já caiu

Trago as marcas daquele que me resgatou

To passando a idéia verdadeira mais você


Fica de corpo fechado não recebe o Cristo

Que entregou na cruz o sangue em sacrifício

Comer no prato com o inimigo é teu maior vacilo

Quando a vitória da batalha é de Jesus Cristo

Anúncios